02 abril 2015

Diário Pessoal: Visita rápida às terras mineiras

Dia fechado pra uma vista aberta!

  O blog andou bem parado apesar dos meus avisos de atualização, eu sei, mas cá estou eu de novo. A Internet não quis colaborar aqui em casa e este post que eu gostaria de ter trago ao ar semana passada só está em mãos, para vocês, hoje. Peço perdão por isso, mas realmente está difícil conviver com tantos problemas imprevistos.

  Foi para descansar um pouco a cabeça destes tantos problemas que no domingo (22/03) eu e meus pais fomos para a casa de uma tia minha em Carmo da Cachoeira, Minas Gerais. Uma cidadezinha beeeem interior mesmo, mas que eu me sinto em paz quando estou por lá. Foi onde meu pai nasceu e cresceu, e por isso sempre vamos dar uma volta quando possível.
Abaixo vocês podem ver algumas fotos que tiramos por lá:
Da sacada (com um jardinzinho do lado <3)

Se eu posso dizer algo sobre a categoria gordices/coisas saudáveis, eu digo que este é o refrigerante mais leve que já bebi!! É um refri de abacaxi (que de abacaxi só senti o cheiro), que quando você bebe mal sente seu gás. Sério, me apaixonei por esse trem <3 #Queromaisjá
Agora, sabem aquele tipo de foto "pessoa + mato", que normalmente mães e tias gostam de tirar? Minha mãe é super dessas UASHUASHAU Visitamos a catedral da cidade e na praça ao redor tinham algumas árvores e plantas, onde meus pais deram ideia de fazer foto. Se você tem uma fotografia com esse tipo de cenário, já deve esperar o que vem aí, né?
"- Pera aê, deixa eu levantar!"
"- Pai, olha pra cá!"
Coça cabeça e olha pra lente.
Direto do Snap! (Beaalcantarap) 
"Vai pra perto das planta que fica mais bonito! -Mãe"
"- Um minuto, a flor caiu do cabelo!!"
A gente sai de São Paulo, mas São Paulo não sai da gente UAHSUAHSUAH

  Naquele fim de semana tão simples, me senti revitalizada pra voltar à rotina no dia seguinte. Mas é que a verdade é essa, né? - Todos nós precisamos de um tempinho para nós mesmos longe de tudo. Passar este tempo com minha família foi bom pra mim, assim como respirar o ar de minas, comer pão de queijo e apreciar a vista de lá. E agradecer a Deus por estas oportunidades.
E você, qual é o seu refúgio no mundo? Em que lugar você se sente em plena paz?

Beijos, até breve! =D